segunda-feira, 8 de abril de 2019

Jardim da Quinta do Palácio Devisme...


Muito triste ver as estátuas do 
Jardim da Quinta do Palácio Devisme...
Sofrem da "doença da pedra" 
e estão quase todas irremediavelmente destruídas.
Foi de certeza um lugar muito bonito,
elaborado em dois espaços,
com arranjo diferenciado.

Frente à fachada posterior do edifico,
um pequeno espaço com arbustos organizados 
em simetria (à Francesa), cujos carreiros conduzem 
à restante quinta, onde a vegetação cresce mais 
naturalmente  (à Inglesa)
ornamentada por figuras mitológicas
e pequenos lagos.

Era comum na altura copiar-se "correntes da Europa"
e alguns jardins como este, 
deixaram de ser só desenhados em simetria,
e passou a usar-se também a influencia
dos jardins em "bosque."

Encimado sobre o lago maior,
um busto com dois rostos,
que penso seja Jano, deus romano das mudanças,
 "passado e futuro," - inicio de decisões.

Uma escada estreita leva-nos ao nível superior,
onde existe de novo um jardim em simetria
e um terraço de onde se avistam 
as quintas vizinhas e a mata do Monsanto.

Infelizmente as nossas instituições de beneficência
debatem-se com problemas de sobrevivência
e compreendo que não sobre verba 
para este espaço histórico, que merecia intervenção,
para poder estar mais bem cuidado.

Agradeço às irmãs Dominicanas
e ao Grupo Passos com História
a oportunidade de visita ao local.





















Benvinda Neves



Sem comentários:

Enviar um comentário