domingo, 31 de maio de 2020

"De maduras as maças caíam e vinham aqui parar"...


Manhã forrada de nevoeiro,
com os veraneantes a chegarem à praia
e a ficarem decepcionados com o fresco 
que fazia aquela hora.

Mas é muito comum deste lado da Serra,
o amanhecer ser assim cheio de névoa.
"Praia das Maçãs"...
um lugar que também gostamos muito.

Uma pequena povoação, que 
pertence a Sintra / Colares.

Dizem que nos muitos pomares das quintas em redor
as maçãs eram tantas, que caíam ao rio
e vinham desaguar ao mar,
dando o nome a esta praia.

À entrada da localidade, 
lá está o monumento a confirmar:
duas maçãs de mármore, 
com a placa que diz:
"De maduras as maças caíam 
e vinham aqui parar"...













Benvinda  Neves

"Dia dos Irmãos"...

Uma pequena homenagem, para assinalar
que se celebra hoje o
"Dia dos Irmãos"...

A "natureza" foi generosa connosco,
temos irmãos biológicos dos dois casamentos do pai,
 mais  irmãos adoptivos - da nossa família SOS.

Irmãos - de sangue ou de afectos,
são sempre os primeiros Amigos 
que temos na vida.
São eles que partilham o mesmo dia a dia
e "dividem" connosco a vida familiar.

Ao longo da vida,
não significa que nos vemos muitas vezes,
tão pouco que temos todos os mesmos gostos
ou que partilhamos das mesmas opiniões,
mas o amor fraterno é feito dessas divergências
e da infância que vivemos juntos.

Beijinhos a todos os manos,
não esquecendo em pensamento o Jó
(que partiu tão cedo),
que fará sempre parte das nossas memórias.

Abracinho especial ao mano Francisco,
que me atura as boas e más disposições
e tem sempre uma mão 
para segurar a "coxa" para não cair.
Beijinho especial também à mana Paula,
que mora tão longe 
e nos deixa sempre muita saudade.

A todos feliz dia dos irmãos...
aos meus de uma forma especial.











 Benvinda Neves

"Entre o Cabo Raso e a Guia"...


Bem diferente do amanhecer fechado 
e cinzento de Sintra, estava a manhã no Guincho.

Fizemos uma caminhada 
"entre o Cabo Raso e a Guia"...
e as arribas estão coloridas de amarelos,
dando uma beleza especial
a toda a paisagem.

Lamentável é a falta de civismo das pessoas,
que vão deixando máscaras e luvas
ao longo de todo o caminho.
Uma tristeza - nem as pandemias
e os momentos de crise fazem reflectir
que temos TODOS que aprender a
Amar e Respeitar a natureza.

Li algures numa rede social que 
"o ser Humano é o vírus mais perigoso
para o planeta".
Às vezes não custa acreditar que sim...
Somos desrespeitadores e ingratos.
















Benvinda Neves



"Azenhas do Mar"...


Ontem de manhã fomos até às 
"Azenhas do Mar"...
Gostamos muito desta parte da costa,
menos turística, onde as arribas e as praias
são mais agrestes.

Lá está no cimo da escarpa, 
uma grande grua - ouvi numa reportagem
que estão a fazer a consolidação da arriba
que está muito instável.
Ouvi também nessa mesma reportagem,
que vão construir encostado à arriba, 
um passadiço - que vai ser
 uma varanda espectacular sobre o mar.

Estão simples e bonitos
 os arranjos que fizeram no estacionamento 
junto ao acesso à praia.
Ficou assim mais bonito e funcional,
este belo miradouro,
que tem agora também um bar 
e canteiros muito floridos.

No litoral de Sintra,  pertencente à freguesia de Colares,
as Azenhas do Mar, são um pequeno "presépio" 
de casas brancas com telhados vermelhos,
encavalitadas no cimo de uma arriba,
que protege lá em baixo
uma pequena enseada com praia
e piscina natural.

Um lugar muito bonito,
que prevejo em breve se torne muito turístico,
após o investimento de requalificação.

"Não há bela sem senão"...















Benvinda Neves




sexta-feira, 29 de maio de 2020