Google+ Badge

terça-feira, 10 de junho de 2014

Há Dias em que prefiro não pensar…



Há Dias em que prefiro não pensar…

Há dias em que a alma dói…
Endoidece cá dentro,
Presa no seu silêncio,
Que a amarra tão forte que magoa.

Pode enlouquecer-se de desejo?
Definhar-se de desilusão?
Ou morre-se somente de tempo?

Há dias em que a alma dói…
Chora como criança órfã,
E parece sufocar no seu pranto.

Há dias em que prefiro não pensar…
Tão pouco sentir,
Apenas calar,
Para que nem eu julgue a minha loucura.


Benvinda Neves
Maio 2014