Google+ Badge

quinta-feira, 13 de março de 2014

O tempo não apaga as palavras...





O tempo não apaga as palavras...

Há palavras nos estendais do tempo,
Que esvoaçam ao sol e ao vento,
Numa dança despreocupada,
Como roupa pendurada e ali esquecida.

Mas em dias de vendaval,
Sopradas com violência,
Enrolam-se na corda da vida,
Apertando-nos a alma, abrindo rasgos de amargura.

Há falas que se agarram ao íntimo
E voltam a assumir a importância de roupa nova,
Ainda que velhas e puídas.

Há dias cheios de sol que nos falseiam as expectativas,
A roupa não seca…
Mas a gente não perde a esperança
E volta a expô-la ao tempo.

Benvinda Neves

Março 2014