Google+ Badge

domingo, 9 de junho de 2013

Prisioneira…




Prisioneira…

Hoje estou aprisionada num estado letárgico, quase hipnótico,
Reduzida a uma nostalgia que dói.

Se pudesse, o mundo seria descrito no plural
E numa só palavra -“beijos”.
Beijos meus, beijos teus, beijos nossos,
Aquela “meladice” que uns detestam e outros adoram.

Hoje se não fosse prisioneira e o mundo correspondesse,
Seriamos amantes sem corpo,
Incansáveis no inventar do desejo.


Benvinda Neves
Junho 2013