Google+ Badge

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Longa esta distância…


                                         (muitas vezes as distâncias são apenas intervalos no tempo)


Longa esta distância

Procurei em mim a Alegria,
Mas hoje não a encontrei…
Quis saber onde estava e saí a procura-la.

Procurei-a no tempo, mas estava triste e escuro, também aí a não senti.
Procurei-a no mar, mas este reflecte o cinzento carregado das nuvens.
Procurei-a na areia, mas estava molhada como quem chora sem parar.
Procurei-a nos rostos que se cruzavam,
Mas os semblantes eram sérios, reservados, receosos.

Deambulei por aí…
Cambaleando sob o peso da minha perda.

Detesto os dias escuros,
Em que o sol se não deixa ver e o céu são pinceladas negras,
Saídas das mãos de um artista em desespero.

Doí-me a alma em dias como este
Em que a natureza esconde todo o seu brilho, luz e cor,
Deixando-nos mergulhados nas sombras.

Caminho ao acaso só para me sentir afagada pela brisa,
Para que esta me despenteie e salpique de maresia.

Forte este cheiro a mar, que me lembra o encostar em teu peito.
Salgados e saborosos estes salpicos que em meus lábios sinto,
Como beijos doces que me quisessem acalmar o sentir.

Longa esta distância que nos separa,
Triste e grande como este dia tão escuro.

Benvinda Neves - Novembro 2012