terça-feira, 20 de novembro de 2018

Serenidade, luz e cor...


A minha alma é liquida...
feita do azul que escorre do céu
e pinta o mar.

Mesmo quando as sombras a invadem,
descobre a réstia de luz 
que lhe devolve a vida.

Serenidade, luz e cor...
a beleza do fim do dia,
a restituir-me o equilíbrio.










Benvinda  Neves




Sem comentários:

Enviar um comentário