Google+ Badge

domingo, 8 de fevereiro de 2015

Pestanas postiças… Sim ou Não?



Pestanas postiças… Sim ou Não?

Esta era uma pergunta que fazia a mim mesma,
cada vez que ia à massagem e via sair da porta do lado
olhos enormes com grandes cílios.
Com o passar dos anos, também os olhos envelhecem connosco
e  as pestanas perdem a quantidade e o tamanho que tinham na juventude.
Gosto de Olhos – habituei-me a falar a olhar para eles,
pois revelam muito do que as pessoas não dizem.
Por norma pinto-os, porque os quero mais expressivos.
Aquelas pestanas grandes e cerradas transformam o rosto,
como se todo o brilho de alguém venha apenas do olhar.
Não sou de me contentar com a experiência dos outros,
por isso tinha que experimentar.
Li e reli sites na internet para me informar sobre o assunto,
pois não queria fazer nada que prejudicasse e fosse irremediável.
Fiquei a saber que as nossas pestanas se renovam a cada três meses
e que sobre postiças há as que são para usar umas horas
e as que duram cerca de 40 dias.
Lá fui colocar as ditas extensões,
que são coladas uma a uma em cada pelo das nossas
e que com muitos cuidados, duram mais de um mês.
Há que escolher o modelo e a quantidade,
para não sair de lá com olhos de girafa.
O resultado final – foi acima do que eu esperava.
Adorei – os olhos ficam realmente muito bonitos.
Mas a beleza “falsa” tem sempre o seu preço elevado
e os cuidados a ter com estas aplicações são muitos.
Para quem como eu, lava a cabeça todos os dias,
era uma trabalheira desgraçada e uma canseira,
pois tem que se evitar que a água o champô e o amaciador
escorram para cima das ditas aplicações e as faça soltar cola
ou as leve ralo abaixo.
Nos primeiros dias, quando tal acontecia,
ardia nos olhos até os deixar vermelhões.
Duas semanas depois estava meio habituada a elas,
quando ganhei uma comichão terrível que me fez recorrer à farmácia,
por ter a sensação que tinha grãos de areia nos olhos.
Um anti-inflamatório e soro fisiológico para os lavar constantemente,
resolveram o problema.
Mas ao fim de mais duas semanas estava farta delas…
Saudades de lavar os olhos sem condicionantes,
de os esfregar bem ao acordar, como adoro quando me espreguiço.
Andei uns dias a limpa-los com algodão cheio de creme,
até me ver livre das “invasoras” mais resistentes.
Voltei ao lápis e ao rímel – não ficam os olhos tão bonitos,
mas não me privam de mexer neles.
Quanto à pergunta inicial:
Pestanas postiças, sim ou não? – "Extensões", para mim é Não.
(Falta-me experimentar as “outras” – que devem incomodar
Muito menos, pois têm que ser tiradas ao deitar).

Vaidade tem sempre o seu preço…

Benvinda Neves

Fevereiro 2015