Google+ Badge

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Se eu fosse uma árvore...




Se eu fosse uma árvore...

Se eu fosse uma árvore,
cada sulco
contaria a história dos anos
que por mim passaram.

Em cada estria do meu corpo
se adivinharia se o tempo
passou suave ou agreste.

Meus ramos seriam  dedos
sempre esticados na direcção do sol,
e minha copa uma casa gigante
onde se abrigariam todos os pássaros.

Mas como poderia ser árvore,
se não tenho a passividade de aceitar o tempo,
que critico e contesto?

Como poderia ser árvore se gosto de tantos lugares,
me desoriento com os vendavais
e corro para o mar sempre que me quero encontrar?

Nunca poderia ser árvore,
não tenho a humildade da aceitação do tempo.
Nem a firmeza que as mantém erguidas
depois das tempestades.
Nem a calma que as faz escutar todos os ventos
mantendo a passividade.

Nunca poderia ser árvore,
Mas admiro-as
e tenho tudo a aprender com elas...


Benvinda Neves

Outubro 2014










Benvinda Neves