Google+ Badge

quinta-feira, 26 de abril de 2018

Praia da Azarujinha...


É uma enseada muito pequena,
mas bem bonita:
Praia da Azarujinha...

Fica em São João do Estoril
e trás-me boas recordações 
do tempo de estudante.

Quando tínhamos "furos",
 vinha a turma toda  até aqui,
sentavamo-nos no areal e cantávamos 
enquanto um ou dois colegas tocavam viola.

Esta é das boas memórias 
de um tempo muito conturbado, 
que se viveu no liceu de São João,
nos anos que se seguiram ao 25 de Abril de 74












Benvinda Neves



Praia da Poça - São João do Estoril...


De certo não há quem não tenha reparado
na cor do mar, por estes dias...
Azul turquesa - lindíssimo.

Que bonitas cores de Primavera,
 ao longo de todo o Paredão.

Deixo algumas imagens da:
Praia da Poça - São João do Estoril...













Benvinda Neves



quarta-feira, 25 de abril de 2018

Forte de Santo António da Barra...


Motivo de grande orgulho 
o trabalho excelente que a 
Câmara Municipal de Cascais 
fez em tempo record (pouco mais de um mês) no 
Forte de Santo António da Barra...
em São João do Estoril

Lamentavelmente grande parte 
das nossas fortificações estão em ruínas.
Este estava ao abandono
e completamente vandalizado.

Em protocolo de 13 de Março 
o Forte passou a estar à guarda da autarquia,
que o restaurou (edifício e envolvente)
e abriu hoje ao publico,
tendo recebido uma verdadeira invasão de visitantes.

Também fiz parte dos curiosos
e sem duvida que vou querer voltar
numa visita mais calma, para poder registar
uma recuperação excepcional.

Gostei do simbolismo da escolha da data,
pois todos sabemos que é também conhecido
como Forte do Salazar, 
por ter sido escolhido pelo ditador,
como residência de férias.
Aqui caiu da cadeira em 1968,
tendo depois disto o seu estado de saude
levado ao enfraquecimento do regime.

Hoje dia da Liberdade,
todos tiveram livre acesso, 
a este que é classificado
imóvel de interesse publico desde 1977,
mas que só agora volta a ter dignidade.


























Benvinda Neves




25 Abril - Revolução dos Cravos...




44 anos sobre a 
Revolução dos Cravos...
Festejamos a Liberdade.

A 25 de Abril de 1974,
um grupo de soldados comandado por alguns capitães
(Capitães de Abril) saiu às ruas,
pronto a lutar pela democracia.

Quis o destino que se cruzassem no Rossio 
com uma senhora que levava um ramo de flores
(Celeste Caeiro),
e que ofereceu um Cravo Vermelho,
a cada soldado com que se cruzou.

Eles colocaram o cravo na ponta das armas
e por isso esta tão importante revolução 
ficou conhecida pela - Revolução dos Cravos.

A adesão em massa do povo ajudou ao sucesso militar
e nasceu assim a democracia em Portugal.

Em 25 Abril de 1976
entrou em vigor uma nova  Constituição.

44 anos depois, continuamos a lutar
para que todos os portugueses 
tenham direitos iguais.

Benvinda Neves



(de uma exposição no Forte de Santo António - São João do Estoril)



Adoro ver um campo de papoilas...


Dia maravilhoso o de hoje...
é Primavera em todos os lugares,
o sol brilha e os campos enchem-se de cor.

Adoro ver um campo de papoilas...
desperta-me alegria e trás-me boas memórias 
de uma infância com correrias loucas,
cheias de gargalhadas
no  meio dos campos floridos.

É a flor que mais gosto.
Silvestre, frágil e tão bonita.

Se tivesse nascido no reino vegetal,
seria sem duvida papoila.






Benvinda Neves