Google+ Badge

sexta-feira, 31 de agosto de 2018

O Navio Hospital Gil Eannes...


Faz parte da história de Viana do Castelo.

O Navio Hospital Gil Eannes...
foi construído nos estaleiro da cidade
e teve como missão desde 1955,
 apoiar a frota bacalhoeira 
que durante décadas trabalhou 
na Gronelândia e Terra Nova.

Desactivada a actividade, 
esteve abandonado numa doca de Lisboa 
durante vários anos.

Foi resgatado pela Fundação Gil Eannes,
que o recuperou em 1998
e declarado património cultural da cidade.

Está ancorado na foz do Lima
e aberto como espaço museológico.































Benvinda Neves



Grinaldas, flores e bandeiras...


Grinaldas, flores e bandeiras...
assim se enfeitavam os barcos, 
porque se ia realizavar 
a procissão no mar.

Imagens da minha passagem pelo Porto de Pesca
de Viana do Castelo, no dia 19 de Agosto.
Infelizmente não foi possível ficar para o dia seguinte,
que marcava o fim das festas.

Sempre respeitáveis as tradições
nascidas dos actos de fé,
onde o Homem procura no Divino
coragem para superar as adversidades
e esperança para aceitar as perdas.

Sempre foi muito dificil a vida no mar...
os barcos são pequenos,
as vagas grandes e as dificuldades muitas.

Não tenho duvida que é por isso
que cada localidade à beira mar 
tem um santo padroeiro
guardião da Fé,
que encoraja os pescadores.















Benvinda Neves



quinta-feira, 30 de agosto de 2018

Lições de coragem...


(imagens retiradas da página do João)

Há pessoas que têm a capacidade 
de superar as maiores adversidades, 
com "a teimosia e um grande sorriso".

Refiro-me concretamente ao amigo João Joaquim,
que enfrentou um cancro no sistema linfático,
que o "atirou" em estado muito grave, para uma cama.
Roubou-lhe a mobilidade,
mas não lhe conseguiu tirar a vontade e a boa disposição.

Nem nos dias mais difíceis,
pós cirúrgicos (porque os ossos foram afectados),
lhe ouvimos queixas ou palavras de desanimo.
Pelo contrário, olhos brilhantes,
palavras "cantaroladas" 
(sempre lhe chamamos carinhosamente "o espanhol")
e o sorriso eram a recepção, para quem o visitava.

Há pessoas assim, 
que têm uma força interior invulgar, 
e nos dão lições de coragem.

Faz-me pensar 
que tantas vezes os nossos problemas são pequeninos,
 mas a nossa cabeça faz com que pareçam grandes.

A forma como enfrentamos as adversidades
é meio caminho para a derrota ou para a vitória.

Hoje estou a falar do João,
porque tivemos o prazer de nos sentar
à mesa, com a sua família
a saborear um bom churrasco.
Foi uma tarde super agradável,
entre conversas e confissões de amigos.
Surpreende-nos a importância que nos dizem termos,
quando existe a consciência
que tantas vezes a vida nos faz ser amigos ausentes. 

Mais umas lições de vida,
pois este não é homem " de se deixar ficar..."
Estive a apreciar algumas das suas obras de arte,
minuciosamente feitas com fósforos,
ano após ano, com uma precisão surpreendente.
Agora condicionado à sua vida caseira,
a Arte ganha tempo e as obras nascem.
Tive pena de não ter levado a máquina fotografica
para registar as muitas e bonitas réplicas de arquitectura,
que o João constrói - autenticas maravilhas.
Ficam prometidos os registos 
numa futura oportunidade.

Que Deus o proteja e lhe mantenha
a coragem e a grande força de viver,
que o caracterizam.

Fica mais uma grande reflexão:
a vida, é para quem tem a coragem 
de aceitar, lutar e seguir em frente.

Aqui fica com carinho,
esta página dedicada a um amigo que admiro.


Benvinda Neves


(imagens retiradas da página do João)

terça-feira, 28 de agosto de 2018

O "simbólico" Cabo da Roca...


Fez parte da visita de ontem, 
O "simbólico" Cabo da Roca...
o ponto mais ocidental da Europa.

"Aqui acaba a terra e começa o mar"...
Muito belo e agreste, este lugar.















Benvinda Neves