Google+ Badge

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Visita ao Castelo de Almourol...


Ontem mostrei a beleza da paisagem 
do Castelo de Almourol 
e da sua imponente figura erguida no meio do Tejo,
hoje vou contar como decorreu a visita.

Chegámos a Almourol antes das dez da manhã,
pelo que era um pouco cedo para  iniciar a visita.
No único edifício ali existente, junto ao rio,
(com a excepção do castelo)
 soubemos que o acesso ao castelo
é feito exclusivamente por barco.

Esperámos que chegasse o barqueiro 
que inicia as viagens às dez horas 
e depois esperamos que ele fosse chamar o senhor 
que nos iria abrir a porta.

Foram quarenta minutos de visita só para nós,
pois aquela hora não havia mais visitantes.

Foi-nos explicado que é dos poucos castelos 
que tem só uma porta de entrada - uma das estratégias 
para melhor se defenderem.
Existe ainda uma porta pequena chamada a "porta da traição,"
por onde apenas conseguiam sair
e que era assim chamada por ser usada
para atacar os inimigos invasores,  pelas costas.

Ergue-se numa pequena ilha no meio do rio Tejo,
18 metros acima da linha de água 
e a sua história remonta aos primórdios de Portugal,
tendo D. Afonso Henriques entregue o castelo 
à Ordem dos Templários, para que defendessem o reino
das invasões vindas pelo rio.

É propriedade do exercito,
que fez obras de recuperação/restauro 
e tornou acessível o acesso à torre,
de onde se tem uma vista magnifica sobre a bacia 
e as margens do rio - este ano tão vazio.

Gostei mesmo muito da 
Visita ao Castelo de Almourol...

























Benvinda Neves