Google+ Badge

terça-feira, 4 de julho de 2017

"Um pãozinho de Santo António"...

"Um pãozinho de Santo António"...



"Trago-te um pãozinho de Santo António"...
se aceitares é para ti, 
porque me compraram dois 
e tu foste a primeira pessoa que me lembrei
quando pensei em dar o segundo.

Foi com esta simplicidade e com um sorriso amigo
que recebi ontem o meu pão de Santo António
e que equivale à amiga São Picareta ter-me dito:
"gosto de ti e desejo que tenhas 
o suficiente para ser feliz".

Foi um gesto que me comoveu, pelo significado
 e pelo que representava na minha infância
receber o "pão de Santo António" - que me fazia feliz,
porque sabíamos que nesse dia
 tínhamos alguma coisa que comer lá em casa.

Hoje o Pão de Santo António creio que só se vende 
em Lisboa pela altura das festas do Santo
e o dinheiro reverte para dar de comer aos pobres.

É curioso, porque creio que até ontem,
a amiga São não sabia nada 
sobre a minha infância e os dias de Santo António.

O pão de Santo António veio com o carinho
que esta amiga tem por mim
e trouxe-me também um 
turbilhão de emoções guardadas cá dentro.

Aqui estou a matutar 
numa infância dividida em dois tempos.
Uma pobre e com colo e amor dos meus pais,
outra com conforto e sem colo de ninguém.

Somos sobreviventes de várias vidas...

Santo António sempre recordado com carinho.
Carinho também para a amiga São.


Benvinda Neves


http://bcpvneves.blogspot.pt/2016/01/igreja-de-santo-antonio.html