Google+ Badge

domingo, 22 de janeiro de 2017

Festa de Ano Novo chinês...


Hoje partilho um pequeno resumo da 
Festa de Ano Novo chinês...
que assisti ontem no Martim Moniz em Lisboa.

A comunidade chinesa ocupa o quinto lugar 
na emigração em Portugal.
Segundo ouvi ontem somos um dos países
onde a aceitação e a  integração é melhor - a grande dificuldade
é a língua (eu diria o mesmo em relação à deles).

Como prova da boa relação,
esta festa realizada em Lisboa,
embora sendo das datas mais importantes do calendário Chinês,
 teve a participação das duas culturas
(o que é raro noutros países - segundo foi dito).

Portugal participou com folclore,
trazido pelo rancho das Cantarinhas de  Buarcos - Figueira da Foz,
Fado - na voz de Cristina Nóbrega e dança Contemporânea,
pela Companhia de Dança Amalgama.

Da China - a Companhia de ópera Wu de Zhejiang,
trazida pela embaixada cultural Chinesa,
vários grupos de dança e artes marciais,
 de escolas da China e Macau, companhias
e institutos culturais.

Do que vi: 
Arte espectacular - onde não é preciso entender a língua
para perceber a expressividade dos rostos
e de todas as expressões corporais.

Retratado em palco, num espectáculo que começou 
às 11h e terminou perto das 18h,
a "Feminilidade" com toda a  delicadeza e graciosidade
e a "Masculinidade", com agilidade e perícia. 

Gostei mesmo muito. 
A cultura acompanha-nos quando nos deslocamos pelo mundo.
Ficamos todos muito mais "ricos" culturalmente,
quando tentamos perceber quem vive connosco.





























Benvinda Neves