Google+ Badge

terça-feira, 30 de junho de 2015

Às vezes custa a acreditar que o mundo não é um lugar tranquilo...

Às vezes custa a acreditar  
que o mundo não é um lugar tranquilo...

Deveria sê-lo para Todos.













Praia de Carcavelos / Portugal

Benvinda Neves






Hora e circunstancia...


Hora e circunstancia...


Ali jazem no chão,
as nossas roupas,
minuciosamente escolhidas pela manhã.

Tão importantes quando da escolha,
tão inúteis quando nos encontramos. 

Tudo tem valor diferente,
Consoante a hora e a circunstância.

Só é preciso que a circunstancia,
esteja na hora certa...


Benvinda Neves


Flores...

Flores...

A maior parte das vezes passam despercebidas,
de tão pequenas que são - mas se formos atentos,
descobrimos a sua enorme beleza.

Simples, belas e delicadas - alegram o mundo,
salpicando-o de cores e fragrância.

Quantas vezes descobrimos "tanta beleza"
em pessoas simples e que nos tinham
passado despercebidas...










Benvinda Neves



segunda-feira, 29 de junho de 2015

domingo, 28 de junho de 2015

Guincho - sempre bonito...

Não fora o vento e a hora,
estaria povoado de gente e carros...

Guincho - sempre bonito...
Gosto dele assim - vazio.











Benvinda Neves



Há um equilíbrio enorme no Amanhecer...

Há um equilíbrio enorme no
Amanhecer...

São os tons suaves que conjugam com os sons
e formam uma harmonia 
que nos faz render ao momento.

Há suavidade, beleza e a paz 
que a multidão e o barulho
nos roubam no resto do dia.











Estoril / Cascais / Portugal


Benvinda Neves



sexta-feira, 26 de junho de 2015

Casa Museu de Vinhos, José Maria da Fonseca...

O tempo passa tão depressa...
os acontecimentos sucedem-se
e nunca conseguimos acompanhar nos registos
a vertiginosa corrida da vida.

Tenho sempre imensas pastas numa pasta "mãe"
a que dei o titulo "a tratar" - de assuntos
que achei interessantes, mas que ainda não tive tempo.
A vida também é feita de "coisas adiadas"
e de memórias.
Há registos e escritas que quero guardar,
porque terei prazer daqui a uns anos, de os lembrar melhor.

Da minha passagem em Azeitão/Setúbal
(no passado domingo), a visita à 

Casa Museu de Vinhos,
José Maria da Fonseca.

O Solar é uma construção magnifica,
que foi a casa da família,
 mas presentemente é só museu.

A quinta onde se situam as várias adegas,
não tem plantação de vinha,
apenas uns carreiros de alguns pés,
para mostrar aos visitantes.

É uma visita guiada, 
às várias adegas dos diferentes vinhos,
com destaque especial para uma sala onde 
repousam os Moscateis de Setúbal - com mais de 100 anos,
(autenticas relíquias).

No fim há prova de vinhos.























Benvinda Neves


Um registo da amiga Nela, no momento do brinde:
"A nós e aos que gostam de nós..."