Google+ Badge

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Dos "Amores da minha vida"...


(Imagem que tirei de uma pintura 
no Museu dos Condes de Castro Guimarães - em Cascais)


Dos "Amores da minha vida"...


Somos feitos
de todo o amor que cultivamos,
alimentamos
e deixamos crescer em nós.

Sou de Loucas e Longas paixões...
Não são muitos os "Amores da minha vida",
mas a cada  um (único),
Grata por tudo o que em mim deixaram.

Aprendi que o mar pode ser de beijos
que invadem o corpo
e agitam a alma em marés de desejo.

Que há olhos ternos que lêem o coração
e nos deixam rendidos,
como crianças carentes,
no colo e braços da ternura.

Que há corpos que se fundem ao nosso,
em perfeita simbiose,
nos incendeiam a alma de loucura
e quase nos matam de prazer.

Que há alturas em que gostaríamos
de parar o tempo,
porque o mundo
se reduz ao momento presente.

Que o Amor que damos,
é uma semente que gemina cá dentro
e se mantém vivo,
porque nos transforma. 


Aos amores da minha vida
terei deixado "algo" de mim,
porque todos somos únicos
e quando passamos na vida de alguém,
deixamos pelo menos "pegadas"...



Benvinda Neves
Janeiro 2015