Google+ Badge

sábado, 9 de agosto de 2014

No teu olhar leio apenas “desejo”…

(pintura do museu dos Condes de Castro Guimarães)


No teu olhar leio apenas “desejo”…


Sei que não me olhas da mesma forma que me vejo,
Cheia, sem a graça e a agilidade de antes.

Acordei e vi-te encostado à janela,
A admirar-me à luz do luar.

Queda no silêncio da noite,
No teu olhar leio apenas “desejo”.

Desfaleço no leito desfeito,
Sorri-me a alma
Que não precisa de palavras…

Benvinda Neves
Agosto 2014