Google+ Badge

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

De novo me perdi aos pés do mar...


De novo me perdi aos pés do mar...


Lancei degraus até ao mar,
para que os uses
nos dias em que por lá me perco
e alcances as calmas madrugadas do meu ser,
ou  me guies, quando perdida no entardecer.

Há magia no despertar,
quando as horas se prolongam
e nos fazem esquecer outras vontades.

É como este ondular,
de mar cheio de vida e sem pressa,
o teu corpo suado,
que sabe e cheira a maresia.

Maré vai, maré vem,
e como por magia
de novo me perdi aos pés do mar.

Como me lembra o teu cheiro...


Benvinda Neves