Google+ Badge

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

A nossa melhor e pior amiga...

(do museu dos Condes de Castro Guimarães)


A nossa melhor e pior amiga...

"Boa tarde"- ouvi entre a ventania e conversas de alguns surfistas que passavam.
Andava sozinha com os meus pensamentos entre caminhada e fotografias a assistir a um belo fim de dia, num dos lugares mais lindos do mundo - o Guincho.
Olhei e não detectei de onde vinha a voz, mas parecia longe.

"Boa tarde"...ouvi novamente e voltei a não perceber a origem do som.
Pela arriba de pedra acima vinha um homem a trepar com rapidez e agilidade.
Junto a mim que me tinha afastado da falésia, passava uma cara simpática, tipicamente nórdica. Pensei que poderia ter sido ele  e retribui o cumprimento. O rapaz sorriu e prosseguimos caminho em direcção oposta.

"Boa tarde", soou agora muito próximo, com voz ofegante e ao mesmo tempo ansiosa, enquanto uma mão me tocava no braço.
Voltei-me e vi uns olhos que passaram de esperançosos a decepcionados numa fracção de segundos. "Desculpe, pareceu-me tanto uma pessoa...desculpe...". Disse-lhe com um sorriso, que não tinha importância. Vi-o afastar-se triste, a olhar o chão, como se o mundo fosse um peso enorme nas suas costas.

Tantas vezes que os nossos pensamentos nos pregam partidas e manipulam a visão.
Também já "vi" em lugares completamente improváveis pessoas que desejava tanto ver.
Por vezes precisamente no momento em que me enchi de coragem e pensei "quando o voltar a encontrar vou dizer tudo o que sinto"...

A mente que é a nossa melhor e pior amiga,
Trás-nos tanto o que desejamos lembrar...
como o que desejamos esquecer. 


Benvinda Neves