Google+ Badge

segunda-feira, 2 de junho de 2014

Nosso – o Céu de Primavera…




 Nosso – o Céu de Primavera…

São seis da manhã de sábado… acordei pelo habito,
O corpo habitua-se às rotinas diárias que lhe impomos.

Não há razão para me levantar a esta hora,
Quando nem dormi o suficiente, pois deitei-me passava da uma.
Mas por muito que tente adormecer depois de acordar,
Raramente consigo.

Invejo quem adormece quando quer…

Mas já que estou acordada,
Desfruto da calma que existe a esta hora do dia.

Ainda não há carros a passar,
O pinhal começa a ser invadido lentamente pelo sol,
Que surge no cimo da serra
E vai “alastrando” até cobrir todo o vale.

É sempre um momento mágico, o da invasão de luz,
Que tem poder de acordar toda a natureza.

Os pássaros surgem entre gritos e correria,
Cruzam o céu como frotas aéreas, em dia de exibição.
Perseguem-se em namoros competitivos,
E contrastam com a suavidade do amanhecer.

Somos nós voando na nossa loucura,
Invadindo o céu de Primavera,
Ousando roubar ao mundo o sol, o cheiro e a cor.

Nossos - não importa por quanto tempo,
Quando há quem viva sem nunca o ter sonhado.

Benvinda Neves
Maio 2014