Google+ Badge

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Há dias…



Há dias…

Há dias em que não temos brilho,
Não sabemos explicar porquê,
Pois aparentemente nada mudou,
Mas o hoje não é igual ao ontem.

Há dias em que nos sentimos perdidos,
Como se o nosso lugar tivesse sido trocado
E não nos encaixássemos em sítio algum.

Há dias em que a angústia e a melancolia nos dominam,
Nos fazem mínimos perante um mundo gigante,
E nos sentimos engolidos pelas nossas entranhas.

Há dias em que nos perdemos dentro de nós
E quase morremos sufocados pelos nossos medos.

Há dias em que desejamos a noite.

Benvinda Neves
Novembro 2013