Google+ Badge

sábado, 6 de julho de 2013

Mundo…



(o amor também morre?
 Acho que sim, 
enfraquece quando não é alimentado…
e Morre de fome…)



Mundo…

Trago teus olhos, como quem trás desejo,
Tua boca como quem transporta um eterno sorriso,
Teu perfume, como quem se perde em ânsias.

Estende os braços mundo, porque hoje em ti me quero deitar.
Deixa que me encoste em teu peito e desfaleça de paixão,
Como um vodu que me prende na vontade de só a ti querer sentir.

É em tudo o que no mundo é promessa
Que renovo tudo o que em mim é vida.
Brincas com o tempo como se fosse eterno,
Enquanto me perco na cadencia alucinante com que se esgota.

Brilha-me a alma em desejo que como a vida
Nasce, cresce e se renova.

Quanto a mim…
Só quero sentir-me viva.


Benvinda Neves
Julho 2013