Google+ Badge

domingo, 5 de maio de 2013

Elogiar é uma arte…




Elogiar é uma arte…

Ontem por volta das 22h, sentei-me num comboio, cheio de gente barulhenta.
Já não viajava de comboio à noite, há quase um ano.

Surpreende-me sempre a quantidade de gente que viaja durante a noite e a intensidade de barulho que invade um espaço tão pequeno, que vinha praticamente todo ocupado por gente muito jovem.

Gosto de observar pessoas e imaginar “quem é quem”. Assim "espraiei" os olhos pela carruagem e observei quem viajava.

Três jovens de pé, magras como gazelas, em fuga por não terem bilhete. A adrenalina era do mesmo tamanho que a consciência, pois ouvi entre muitas “asneirolas” que nenhuma sabia o que acontece a “quem é apanhado pelo pica” sem bilhete – mas sabiam que era errado, pois as três cabeças espreitavam ansiosas entre gritinhos, pela porta em cada estação.


Havia um jovem “ressacado” que não conseguia estar quieto e percorria sem cessar a carruagem de uma ponta à outra a fazer barulhos com a garganta.

Também um casal que se ausentou do mundo e tinham a certeza que eram os únicos na carruagem, pois a ternura tinha proporções de estar em espaço intimo.

À minha frente, virada para mim, uma jovem que regressava de viagem, transportava uma mala enorme, que servia de mesa, onde colocou uma série de iguarias que comeu durante todo o tempo que durou a minha viagem.

Atrás de mim um casalinho africano que me reteve o olhar antes de me sentar, não só pela música barulhenta e esganiçada, como pela indumentária de ambos, preparados para festa, mas mesmo muito originais, sobretudo o rapaz que vestia casaca de aba de grilo às riscas brancas e pretas, complementada  por cartola.

Depois desta observação geral, abri o meu manual de iniciação ao Reiki e tentei concentrar-me na leitura. 
Mas tenho uma capacidade inigualável de espalhar a minha atenção sobre dois temas e ouvi atrás a voz masculina dizer delicadamente :
“Mas tu tens sempre tudo de errado para dizer, não sabes fazer um elogio?”
“Que é isso de elogio?”
“Tu não sabes o que é um elogio?”
“Não, nunca ouvi essa palavra”
“É assim dizer que gostas”…(E eu gostei desta forma simples de ensinar).

Hoje dei comigo a pensar neste diálogo que “roubei” à intimidade de dois jovens, que deveriam ter perto dos vinte anos e pensei que triste é chegar a adulto e não conhecer o que é um elogio. 
Tem decerto mais gente neste mundo que vive sem saber o que é um elogio – ora se não o sabe, é porque nunca o teve, nunca lhe foi ensinado.

Até hoje sempre tive consciência que uns elogiamos mais, outros menos, mas nunca pensei que alguém o não fizesse por não saber o que é.
Conclui apenas hoje, que
 "elogiar é uma arte que também se aprende e deve ser cultivada".


Benvinda Neves
05 Maio 2013